quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Crítica #4


Em 2005, a Dreamworks lançou um filme que prometia ser um sucesso: tratava-se de MADAGASCAR, e contava a história de quatro amigos (um leão, um hipopótamo, uma zebra e uma girafa) que decidiram aventurar-se fora do zoo de Nova Iorque, onde viviam. Com eles, fugiram também quatro divertidos pinguins e dois macacos. Este grupo de animais acabou perdido numa praia tropical em Madagáscar, vendo-se perante a decisão de ficar naquela ilha paradisíaca ou voltar ao conforto do zoo. O filme até era bom e tinha alguns momentos bem engraçados.

Eis que chegamos a 2008 e nos deparámos com esta sequela. MADAGASCAR: ESCAPE 2 AFRICA começa onde o primeiro filme acabou. O leão Alex (Ben Stiller), a hipopótoma Gloria (Jada Pinkett Smith), a zebra Marty (Chris Rock) e a girafa Melman (David Schwimmer), assim como os pinguins Skipper (Tom McGrath), Kowalski (Chris Miller), Private (Christopher Knights) e Rico preparam-se para deixar Madagáscar. O Rei Julien (Sacha Baron Cohen) e o seu amigo Maurice (Cedric the Entertainer) decidem acompanhá-los. Mas o avião despenha-se no meio da selva africana, onde todos eles encontram algo que os poderia prender ali. A questão mais uma vez é: ficar em África ou voltar para o zoo? 

O filme até nem é mau, e há alguns momentos bem engraçados, mas a óbvia paródia que pretende fazer a THE LION KING, não resulta muito bem. Mais uma vez, os momentos mais engraçados estão a cargo dos pinguins, sem dúvida as personagens mais originais. Resumindo: um filme bastante agradável, com vários momentos divertidos, mas que tinha potencial para ser muito mais. Aliás, vê-se que pretendia ser mais. É pena.

0 comentários: